Vale a pena nos fazermos tais perguntas! As vezes temos tantas coisas que não damos valor a elas. Não cuidados com zelo, tratamos com indiferença. Com o tempo eu percebi que é importante ter as coisas que gostamos, que nos são úteis, e que conseguimos gerir, cuidar, que serve para um bom fim. Gosto deste ensinamento: “Se temos algo que não conseguimos cuidar, algo está errado”. Isso vale para muita coisa na vida. E sempre penso nele quando estou lavando roupas. Consigo gerir todas as roupas que tenho, cuidar, manter limpas, organizadas, em movimento, em uso? Consigo gerir o que tenho? Sou feliz com o que tenho? Ou o que tenho me deixa estressada? Sinto excesso ou falta? Nem um nem outro, o ideal é estar com a consciência em paz do bem. Se decidi ter algo, então preciso cuidar, estar de bem, ou as vezes preciso mudar, mudar a relação com as coisas. Se não damos conta de cuidar do que temos, alguma coisa está errada. Vale a reflexão! (Ana Terra)

Retirado de cadernoverdementa.com

large

“Ultimamente venho pensando muito nas questões ambientais. Mais precisamente em moda sustentável, slow fashion e em consumo consciente. Cada vez mais estamos num processo de consumismo desenfreado e ando tentando lutar contra essa necessidade de compras já a algum tempo.

Nunca fui dessas mulheres que compram por impulso ou que compram alguma peça e depois deixa encalhada num canto. Normalmente penso muito antes de comprar uma roupa ou um sapato. Mas, desde 2015 tenho me podado mais nas compras. Fiquei quase um ano sem comprar roupas novas e realmente só fui comprar peças novas quando estava me preparando para ir para o Canadá em junho. A minha demissão ano passado colaborou mais ainda para as compras conscientes (estamos em crise e precisamos economizar, né gente?).

Eu sempre me faço uns questionamentos antes de comprar algum objeto que me chamou atenção por algum motivo. Sempre dá certo e garanto que se você começar a fazer esses questionamentos, logo, logo irá ver como estará economizando e de quebra dando uma força para o meio ambiente! Vamos aos questionamentos:

Eu REALMENTE preciso disso?

Eu POSSO ganhar isso?

Eu quero comprar isso para FAZER PARTE de algum grupo social ou porque eu QUERO?

Eu QUERO comprar isso de verdade ou só quero porque está TODO MUNDO USANDO?

Você acha que essa compra traz algum impacto no planeta?

Se depois que você responder essas três perguntas, você ainda quiser comprar o objeto de desejo, vá em frente. Com o tempo você verá que a maioria dos seus desejos é puro desejo impulsivo e vai perceber que existem coisas muito mais importantes para se gastar, como por exemplo, viagens e comida! 🙂  “

via Como começar a consumir de forma consciente.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s