Arquivo da categoria: Garden Therapy

Relacionado à troca entre homem e natureza, principalmente através da prática do cultivo, que são um conjunto de práticas salutares ao corpo, às emoções e à mente!

A jardinagem e a natureza nos recordam que somos parte de algo bem maior do que conseguiríamos compreender: algo que nos precedeu e sucederá. Deixe esta intuição ajudar a manter os desafios da vida em sua real perspectiva.

Ted O’Neal

 

Jardinagem-terapia

Jardinagem-terapia

275a0dbe

Por Ana Terra Araujo de Oliveira

Esta página se destina a todos que desejam colher os benefícios do poder curativo da prática da jardinagem. Que aqui encontremos inspiração para nos conectar com a nossa natural essência, que é pura natureza, cheia de energia de força e de vida. Caminha com a Flor da Consciência descobrindo-te como um Ser cheio de dádivas por existir neste infinito Universo que a tudo contém, que a tudo reúne, que a tudo  transforma e que tudo oferece para que sejamos o que há de melhor. 

Enquanto cuidamos do jardim, sentimos a terra, observamos as texturas das folhas, a diferença entre as flores, os pequenos seres a nosso redor, convivendo e sendo cada um com seu jeito.

E nosso olhar se amplia, vemos novas cores, vemos o outro diferente. Aprendemos a ver, a sentir diferente. Quebramos nossos esquemas mentais e ampliamos positivamente nossos pensamentos. Nossa mente se enche de nutridoras imagens, como o brilho do sol. 

Enquanto cuidamos das plantas e flores e da natureza, percebemos que, na verdade,  é a natureza quem sempre cuidou de nós.

É a natureza quem nos cuida, quem nos cura, e nos ama. E por sermos amados e cuidados nos transformamos e aprendemos a cuidar e amar. 

A prática da jardinagem oferece uma experiência de familiaridade com os elementos da natureza, com as forças da natureza, e a medida que semeamos, regamos, adubamos, capinamos, vamos aprendendo, sobre nós, sobre o outro, sobre nossa relação com a vida. Passamos a nos reconhecer como co-criadores importantes e fundamentais para o Todo, e que nossa ação, nossa forma de cultivar faz toda a diferença.

Aprendemos que somos parte  de uma mesma família. Árvore é grande mestra e irmã, as vezes velha e sábia, as vezes filha do entusiasmo da juventude. Flor é agradável e encantadora amiga que admiramos e que ensina a arte do florescimento da alma, mostra que também nós temos profundas capacidades. Sementes são bebês que dependem do carinho de nossas mãos, rica de potencial para se realizar, crescer, mudar, e ser útil aos outros. Passarinhos, borboletas, minhocas e até mesmo as ervas daninhas são trabalhadoras e colaboradoras eternas que crescem e aprendem como nós. Assim vamos aceitando a companhia de um outro, e vamos aprendendo a conviver também com os seres da nossa espécie, que também são jardineiros a caminho de se descobrirem.  

Sou inteiramente grata à natureza por cuidar de mim e por me mostrar todos os dias como viver em harmonia, como ser alegre, como sorrir, como silenciar, como amar.

Sou inteiramente fascinada pela natureza, por sua beleza, por seus encantos e por sua simplicidade e sabedoria. Amo as árvores profundamente, são dissipadoras silenciosas de um invisível amor. 

A natureza está em todos, é para todos, não há monopólio. Para estar com ela não é preciso ter dinheiro, nem titulação. É só se dispor a descobri-la e descobrir-se, e caminhar com ela. Está em constante movimento, e nós?

O objetivo é contribuir para essa aproximação e contato, pois a natureza assim deseja. E oferecer ferramentas para o cultivo do crescimento interior com a prática da jardinagem. 

Sede bem-vindos! Sede jardineiros interiores, porque assim sois!

Garden Therapy

A chuvinha vai chegando de mansinho, as sementes agradecem, as plantas se renovam e tudo floresce e dá frutos! 

Milho, pimentão, berinjela, abobrinha, couve, hortaliças, grãos, tubérculos de todos os sabores, e sábias ervas. Frutas verdes. Flores, flores e flores! Abelhas em botões brancos do limão. Beija-flor descansando à sombra da laranjeira em flor. Mexericas em formato de coração. Passarinhos e seus ninhos. Borboletas e asas dançantes. Minhocas e bichos tão pequenos, invisíveis.

Maravilhosa é a vida que se renova nas hortas e nos jardins com o auxilio das mãos que buscam aprender da terra os segredos dos deuses, a beleza das ninfas, e o sossego da Criação.

Sons harmônicos, festa dos animais, dança de folhas, arco-íris e água. Como é bom cultivar, acalmar a mente, abrandar os sentimentos, reconectar com o sagrado. Montar tenda dentro de nossa casa, interior a conhecer. Amplitude do céu azul a voar. Sair pelos campos a cantar, e correr pelas estradas com poeira, pó e liberdade. Livre para sentir, livre para Ser. 

Aromas, frescor do vento, cores vibrantes, e belos tons dos pastéis, ar puro. Alimento para o corpo e o espírito. Alegria brota no coração, cuidado e carinho. No contato com a terra, com as plantas, com  os animais, aprendemos os ciclos da vida. A natureza nos mostra a harmonia presente em tudo. Os fluxos se renovam. Vai para longe a depressão, o desânimo, o cansaço, ficam as coisas boas que podemos colher sempre. Os frutos de viver em equilíbrio.

Experimente!

Uma ótima prática a todos!

Ana Terra 

“A jardinagem nos ajuda a manter nossa mente longe de nossas preocupações crescentes e perto de uma preocupação real com crescimento. Tenha algo de bom crescendo (…)

A jardinagem nos ensina acerca das inter-relações e da interdependência da criação toda. Somos parte de tudo. Desfrute a companhia (…)  

Flores e plantas são cartas de amor da terra. Aprecie-as e as saboreie como pura poesia (…)

Eis que você alcança a maravilhosa percepção de que não está apenas cuidando da horta e do jardim_eles estão cuidando de você. Cuide-se!”

Ted O’Neal